O Fantasma da Piloto 2012-2013



O primeiro dia do mês de novembro marca o “Dia de Todos os Santos”. Esta e outras tradições portuguesas devem ser divulgadas e comemoradas nas escolas para que a nossa identidade possa ser preservada, independentemente de estar associada ou não a ela, um feriado nacional.
Embora parecida com a portuguesa, outra tradição de origem estrangeira comemorada neste mesmo dia, o Halloween, tem-se, ao longo dos últimos anos, evidenciado.
A “paixão” pelos mais pequenos a esta tradição, muito se deve às personagens a ela associadas: Bruxas, Fantasmas, Lobizomens, Dráculas… um misto de fantasia, medo e atração reforçado pela “avalanche” de máscaras que invadem todas as lojas nesta época do ano, antecipando o tradicional Entrudo português.
Na Terra do Faz-de-Conta, é também já tradição celebrar esta data com algumas iniciativas dirigidas aos alunos.
O concurso de “Histórias Arrepiantes”, baseado em alguns fatos reais, cuja personagem principal é um “fantasma” que habita a escola, vai já na 4ª edição. A criatividade dos jovens escritores, com ou sem ajuda dos respetivos encarregados de educação, tem superado as expetativas e é um incentivo para que a equipa da biblioteca escolar proponha todos os anos uma nova aventura.
Este ano não foi exceção e o tema escolhido foi: “O Fantasma da Piloto e o Computador Magalhães”. O número de participantes desta edição foi mais significativo e, à semelhança do concurso lançado no Dia Mundial da Alimentação, também o júri teve muitas dificuldades em selecionar as melhores narrativas. A qualidade manteve-se e a criatividade também.

Read more...

SOS Terror - Formação de Utilizadores 2012-2013



Depois de no ano letivo passado se ter tornado uma biblioteca mais inclusiva (1ª biblioteca no Mundo a aplicar o Sistema de Identificação de Cores para daltónicos - ColorADD), a Terra do Faz-de-Conta associou a alfabetização deste simples código gráfico, à "Formação de Utilizadores" sobre a organização da documentação existente na biblioteca escolar (CDU- Classificação Decimal Universal).
Denominada de SOS Terror, pela associação direta às celebrações do Halloween na escola, esta sessão de formação foi dinamizada de forma criativa e inovadora, uma espécie de caça ao tesouro onde o público alvo, alunos do 4º ano de escolaridade, aprenderam a brincar e brincaram a aprender e a utilizar, de forma mais correta, a biblioteca escolar.
Os alunos ao aprenderem o funcionamento do sistema de organização da biblioteca escolar (CDU), estão aptos a utilizarem qualquer biblioteca, desde a Municipal a qualquer outra. A RBM - Rede de Bibliotecas Municipais de Sintra tem este sistema de classificação adotado.
No município de Sintra, as bibliotecas municipais, à semelhança de muitas outras, associa a cada uma das
classes da CDU, uma determinada cor. Esta associação facilita ao utilizador uma mais rápida localização das classes e dos títulos a elas associada.
Para promover a uniformidade e a proximidade entre bibliotecas municipais e escolares, a RBM - Rede de
Bibliotecas Municipais e a RBE - Rede de Bibliotecas Escolares recomenda a replicação da associação das cores utilizadas nas biblioteca municipais pelas bibliotecas escolares. Este procedimento possibilitará aos utilizadores uma familiarização com esta forma de organização independentemente de frequentarem uma biblioteca escolar ou municipal.
Havendo possivelmente um número indeterminado de utilizadores da bibioteca escolar que sofrem de Daltonismo, as cores associadas à CDU não são certamente para estes, pelas suas limitações, facilitadoras para uma mais rápida localização das classes e dos títulos a elas associada.
A associação de cores à CDU poderá ter até o efeito oposto daquilo que se pretende promovendo desigualdades ao acesso de serviços e à exclusão.
Os utilizadores da Terra do Faz-de-Conta, ao aprenderem o funcionamento do código ColorADD, sofram ou não de Daltonismo, estarão aptos a localizarem autonomamente os títulos associados a uma determinada cor/ classe.
Esta foi uma ação que contou com a presença de três elementos do jurí que acompanha o Projeto do Agrupamento de Escolas de Mem Martins "Bibliotecas ColorADD - Uma porta para a INCLUSÃO", um dos Projetos de Excelência do Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas do concelho de Sintra.
 



Read more...

Terra do Faz-de-Conta – Um exemplo a seguir 2012-2013


A Câmara Municipal de Sintra, através da Divisão de Educação e no âmbito do Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas, promove, desde o ano letivo 2005/2006, um Concurso Anual de Projetos de Excelência. Pretende este Concurso incentivar o desenvolvimento de projetos inovadores que promovam as boas práticas pedagógicas, que impulsionem novas dinâmicas, que sejam expoentes de qualidade e exemplos a seguir por outros estabelecimentos de ensino.
Após exposição e análise das candidaturas apresentadas este ano a este Concurso, o júri, constituído por representantes da Escola Superior de Educação de Lisboa, da Direção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo e da Divisão de Educação da Câmara Municipal de Sintra, decidiu consensualmente, pela escolha de seis projetos que se destacaram pela sua conceção e coerência:

O projeto denominado Bibliotecas ColorADD – Uma porta para a INCLUSÃO, apresentado pelo Agrupamento de Escolas de Mem Martins, e defendido pelos professores bibliotecários desta recente agregação escolar, foi um dos selecionados.

Este projeto é alicerçado na problemática do daltonismo e nas necessidades que as bibliotecas escolares têm em, cada vez mais, promover a inclusão e proporcionar a todos, em igualdade de circunstâncias, serviços.

O “ADN” do projeto apresentado surgiu de um outro denominado Biblioteca ColorADD”, promovido pelo docente Sílvio Maltez na “Terra do Faz-de-Conta”, a biblioteca escolar da EB1 Mem Martins n.º2 (Escola Piloto), no ano letivo 2011-2012, a primeira no Mundo a adotar o Sistema de Cores Para Daltónicos - ColorADD.
O projeto original, acima e para além de todas as expectativas, ganhou projeção a nível nacional e internacional. É hoje referenciado em dezenas de meios de comunicação por ser pioneiro nos serviços educativos prestados pelas bibliotecas escolares.
No concelho de Sintra, várias são as bibliotecas que se mostram interessadas em seguir o exemplo da Piloto, disseminando este conceito de inclusão.

De glórias se pretende que a nova agregação escolar se construa. A glória individual do projeto iniciado na EB1 Mem Martins n.º2, converge agora numa glória uníssona, a do Agrupamento de Escolas de Mem Martins.

A seleção do projeto “Bibliotecas ColorADD – Uma porta para a INCLUSÃO” é, para além de um reconhecimento da sua qualidade, um incentivo suficiente para consolidar e estender este pioneiro projeto a todas as unidades educativas do Agrupamento de Escolas de Mem Martins, continuando a epopeia iniciada na Terra do Faz-de-Conta.

Read more...

Escola Virtual na Terra do Faz-de-Conta 2012-2013




A nova agregação escolar permite, entre outras coisas, uma partilha mais alargada de ideias, recursos, serviços e práticas. As bibliotecas escolares não serão certamente exceção.
O verbo “partilhar” está já a ser conjugado no Presente do Indicativo entre as bibliotecas escolares do Agrupamento de Escolas de Mem Martins.
O plano de subscrição da escola virtual para bibliotecas escolares, serviço existente na Escola Secundária de Mem Martins, foi estendido à Terra do Faz-de-Conta. Brevemente, os utilizadores da Piloto poderão aceder a todos os conteúdos e ferramentas disponibilizadas neste projeto de educação online da responsabilidade da Porto Editora.
Em novembro, na Terra do Faz-de-Conta, foi realizada uma sessão de formação deste projeto para os docentes da Piloto, uma ferramenta que no futuro, certamente proporcionará um acréscimo de qualidade ao ensino dos alunos e à prática dos docentes. 

Read more...

Bibliotecas Escolares – Uma chave para o passado presente e futuro 2012-2013




O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) declarou o dia 22 de outubro como o “Dia da Biblioteca Escolar”. Este ano o tema aglutinador proposto foi: Bibliotecas Escolares: uma chave para o passado, presente e futuro.
O mote proposto pela RBE foi o impulso necessário para que o professor bibliotecário da Piloto arregaçasse as mangas e concretizasse um antigo desejo pessoal: recuperar o contato com antigos funcionários da Piloto, nomeadamente professores.
O objetivo principal pretendido foi a criação de uma exposição de incentivo à leitura, criada propositadamente para comemorar este dia tão especial para as bibliotecas escolares.
Ao desafio do professor bibliotecário responderam antigos e atuais alunos, professores, assistentes operacionais, cozinheiras, presidentes da associação de pais, coordenadoras e diretoras da escola. Associado a cada uma destas pessoas, identificadas pela sua fotografia pessoal, foi revelado o seu livro preferido lido até hoje. Cada um dos participantes completou ainda a frase: Para mim uma Biblioteca é uma chave para…
O entusiasmo demonstrado pelos alunos e a discussão sobre os livros preferidos por cada um dos elementos que colaboraram na exposição revelou o sucesso de mais uma criativa iniciativa da biblioteca escolar.
O desejo pessoal do professor bibliotecário foi também parcialmente concretizado: uma das quatro primeiras professoras da Piloto participou na exposição (Maria Teresa Sá Pessoa) e uma outra antiga professora compareceu na Piloto para visitar a exposição (Fátima Campos), uma visita que nos deixou muito felizes.

Read more...

Por um futuro mais saudável 2012-2013



Sendo a obesidade, uma das “doenças” que afecta cada vez mais toda a população mundial, com uma principal incidência nos jovens e em idades mais precoces. É cada vez mais urgente olhar para este problema como uma doença que pode ser curada se se seguirem determinadas regras em termos de alimentação e hábitos de vida saudáveis…
É pois, natural, que o Dia Mundial da Alimentação seja uma efeméride abordada nas escolas.
Na Piloto, os docentes esforçam-se por valorizar a saúde, o combate ao sedentarismo, a alimentação saudável… e arranjam mil e umas formas criativas de abordagem a esta temática. 
A Terra do Faz-de-Conta tradicionalmente associa este tema ao lado mais criativo e ecológico dos alunos pais e encarregados de educação.
Pelo 4º ano consecutivo, a biblioteca escolar lançou o desafio aos alunos com ou sem ajuda dos pais ou encarregados de educação de reproduzirem as personagens preferidas de histórias, com recortes de alimentos retirados de jornais ou revistas utilizados.
Dezenas de trabalhos foram entregues pelos alunos e o jurí não teve tarefa fácil em selecionar os melhores trabalhos. Dezasseis alunos foram premiados neste concurso que teve um acréscimo significativo na qualidade e no número de participantes.
E porque depois de comer se deve sempre lavar bem os dentes, os docentes foram ainda desafiados a abordar o tema da Saúde Oral jundo dos mais pequeninos, com o apoio de alguns recursos disponíveis no novo projeto SOBE – Saúde Oral Bibliotecas Escolares, uma iniciativa conjunta da Direcção Geral da Saúde, do Plano Nacional de Leitura e da Rede de Bibliotecas Escolares (http://www.sobe.pt/).
Recomendamos uma visita ao site e um saboroso livro porque ler não engorda.

Read more...

O Património e a Terra do Faz-de-Conta 2012-2013




O Património é uma espécie de pote da humanidade e lá dentro estão os ingredientes (herança e memória) que fazem da sua abordagem uma sopa de história(s), capaz de deliciar qualquer educador.
Foi neste contexto que, sob o tema “O Futuro da Memória”, alunos e professores da EB1 Mem Martins n.º2 (Escola Piloto) celebraram as Jornadas Europeias do Património 2012.
Sob a batuta da Terra do Faz de Conta, os docentes foram desafiados a abordar o tema do Património jundo dos mais pequeninos com o apoio de alguns filmes que retratam o Património Mundial de Sintra.
Numa saudável e enriquecedora conversa, na biblioteca escolar ou na sala de aula, alunos e professores falaram da importância de preservar, valorizar, divulgar e recordar o Património Mundial, Cultural e Natural.

Read more...

O Batismo dos Mais Novos 2012-2013




Depois de no primeiro dia de aulas terem conhecido a Terra do Faz de Conta, os pequenos Pilotinhos necessitam de aprender as regras de utilização dos espaços e dos recursos da biblioteca escolar. Nas primeiras semanas de aulas, todas as turmas do 1º ano de escolaridade passaram pelo “Batismo” da biblioteca escolar, uma simples sessão de formação de utilizadores adequada aos mais pequeninos.
O ponto alto destas sessões foi a entrega do “Cartão de Leitor” aos benjamins da Terra do Faz-de-Conta. A partir deste momento e à semelhança dos colegas do 2º, 3º e 4º ano de escolaridade, podem também viajar pelas páginas das centenas de livros que a biblioteca dispõe (requisição domiciliária).

Read more...

Os novos habitantes da Terra do Faz-de-Conta 2012-2013



13 de setembro marcou o dia da entrada dos novos benjamins da Piloto, os alunos do 1º ano de escolaridade. Este é, tradicionalmente, um dia recheado de nervoso miudinho, ansiedade, receio, dor de barriga… para os alunos e também para os pais e encarregados de educação. São sentimentos naturais de quem vai iniciar uma nova etapa fundamental da vida: a entrada para a escola.
Neste dia, o papel da escola é promover uma boa integração dos novos alunos e respectivos pais e encarregados de educação. Várias foram as atividades promovidas, para que este dia ficasse associado a boas experiências.
A Terra do Faz-de-Conta (biblioteca escolar) é já um tradicional local com passagem obrigatória neste dia. Alunos, pais e encarregados de educação são recebidos pelo anfitrião deste espaço, o professor bibliotecário Sílvio Maltez, que apresenta o espaço, incentiva a participação na vida da biblioteca e da escola e por fim presenteia os novos elementos da família Piloto com a “Caderneta de Leitura”, um diário para registarem as histórias que irão ler e ouvir nos próximos quatro anos.

Read more...

Turma de Leitores 2011-2012



Pelo 6º ano consecutivo a biblioteca escolar da Piloto (E.B.1 n.º2 de Mem Martins) divulgou e premiou as turmas que mais livros leram na escola (Projeto Turma de Leitores).

Mensalmente a turma vencedora recebeu um diploma da Turma de Leitores, para expor na sala de aula, e viu o reconhecimento do seu feito exposto, acompanhado com uma fotografia dos vencedores, em local de evidência na biblioteca (vitrina Turma de Leitores).

Este ano letivo, a turma C do 2º ano foi quem mais vezes chegou ao pódio. A turma C do 3º ano de escolaridade quase conseguiu igualar este feito conseguindo o título por duas vezes.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Super-Leitor – O Herói da Biblioteca



Chegou ao fim mais um ano letivo e como tem sido habitual, ao longo dos últimos quatro anos, a biblioteca escolar da Piloto (EB1 n.º2 de Mem Martins) contabiliza o número de livros requisitados por cada aluno para poder premiá-lo e atribuir-lhe o título de Super Leitor - O herói da biblioteca.

A “corrida” pelo título de super herói da biblioteca foi, novamente, renhida. Tão renhida que foi que o júri teve necessidade de recorrer à Caderneta de Leitura dos alunos (novidade deste ano) para efetuar o desempate.

Pela segunda vez, em cinco edições, uma menina conquistou o título de Super Herói da leitura. A Joana Rodrigues do 2ºA foi a responsável por este feito. O leitor vencido foi também uma menina, a Rafaela Soares do 1ºD.

A dedicação à leitura por parte dos alunos da Piloto é saudável e todos estão de parabéns, independentemente do vencedor. A biblioteca escolar reconhece e premeia o esforço e apesar da Rafaela não ter sido vencedora, também receberá umas lembrancinhas da biblioteca. Quem sabe não será ela uma futura Super Leitora.

O dia 15 de junho, último dia de aulas, é a data escolhida para formalizar e condecorar a justa vencedora. O nome da aluna irá ser revelado a todos em mais um momento de festa em torno da biblioteca, dos livros e da leitura.

A livraria Dharma, à semelhança de todas as edições anteriores, ofereceu um cheque livro, a Kuala Gelatinas, ofereceu uma prancha de bodyboard para que o nosso leitor se divirta também nas férias de verão e a Biblioteca Escolar ofereceu o uniforme de Super leitor e alguns dos brindes disponíveis na sua Bíblio-Lojinha, prémios que qualquer leitor da Piloto adoraria receber.

O nosso obrigado a todos.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

5 anos de história… na história da Terra do Faz-de-Conta


Oficialmente, a biblioteca escolar foi inaugurada em 4 de junho de 2009, mas a data de comemoração do seu aniversário é a oficiosa (6 de junho de 2007), data em que abriu as suas portas aos alunos da Piloto.

Este ano, no dia 6 de junho, duas das turmas da escola foram a uma visita de estudo e, porque todos fazem parte da história da Terra do Faz-de-Conta, a festa de aniversário irá comemorar-se no dia 11. Desta forma, todos puderão estar presentes.

A comunidade educativa, à semelhança de anos anteriores, contribuirá para que este 5º aniversário seja um sucesso, enviando bolinhos, bebidas, e também prendinhas: livros, DVD’s, jogos, CD’s… entre outros presentes que os nossos leitores já não utilizam e estavam esquecidos lá por casa, mas que são um contributo para o aumento do espólio existente na biblioteca.

A ideia de personificar a biblioteca, tem tido desde a sua origem, um impacto muito positivo na comunidade escolar contribuindo para uma desejável aproximação da escola com a comunidade.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

O Desporto Rei na Terra do Faz de Conta



Na Terra do Faz-de-Conta existem detetives, dragões, fantasmas, gigantes, anões, princesas, heróis, … reis e muitas outras personagens.

Com a proximidade de mais um Europeu de Futebol 2012, o rei de que mais se fala é pois, o Desporto Rei: o Futebol.

Rádios, Televisão, Jornais, Internet… são invadidos com as cores da seleção nacional sempre que esta participa numa grande competição e, este ano, uma vez mais, a febre pela seleção das quinas e pelo futebol apareceram.

Bandeiras, bolas, camisolas, cachecóis, bonés… tudo serve para fazer com que os jogadores sintam que a nação está com eles.

A Biblioteca Escolar da E.B.1 n.º 2 de Mem Martins (Escola Piloto), sempre atual e atenta ao que se passa, voltou a propor um conjunto de iniciativas lúdicas e pedagógicas que abordaram a temática do Futebol.

Durante o mês de maio e junho, os alunos participaram no Concurso de Desenho “As cores do Futebol”, assistiram a um ciclo de cinema de animação “As histórias do Futebol” e foram ainda presenteados com a exposição temática “NEO Conquistadores”. Um conjunto de atividades que coloriram a escola e promoveram o jogo justo e o Patriotismo.

Numa espécie de jogo de descoberta, os alunos exploraram a exposição “, cheia de fatos e curiosidades sobre a seleção Portuguesa de futebol e os Europeus do desporto rei.”

Segundo o professor bibliotecário Sílvio Maltez, “- a febre pela seleção volta a pairar na Piloto. “

Esta foi uma forma pedagógica de abordagem do tema. O nosso desejo é que os verdadeiros craques da bola se divirtam, na Ucrânia e na Polónia, tanto quanto os alunos se divertiram na Terra do Faz-de-Conta!”.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Terra do Faz de Conta, a primeira bibliteca escolar, verdadeiramente, inclusiva do Mundo



Na Terra do Faz-de-Conta, biblioteca escolar da EB1 n.º2 de Mem Martins existem centenas de recursos em vários tipos de suporte (Livros, CD-ROM’s, CD-AUDIO’s, DVD’s, vídeos…). Os recursos, como em tantas outras bibliotecas, estão arrumados de acordo com a CDU (Classificação Decimal Universal), ficando as obras agrupadas por assuntos, sendo associado a cada tema, uma cor.

De entre os recursos existentes na biblioteca escolar, podem encontrar-se alguns títulos dirigidos a crianças e jovens com necessidades educativas especiais (em pictogramas, em DVD interativo com versão áudio e língua gestual, em formato daisy e ainda em braille).

Aparentemente uma biblioteca normal, um espaço por excelência, “de todos” e “para todos”, tal como refere o Manifesto da UNESCO para Bibliotecas Públicas, ou melhor, um espaço sem barreiras para a Informação.

Mas será a Terra do Faz-de-Conta um espaço “para todos” e sem barreiras para a Informação?

Se imaginarmos um aluno portador de daltonismo (Imperfeição da vista de quem confunde as cores ou do que não tem noção de algumas, em especial o vermelho e o verde), que se desloca à biblioteca para selecionar e encontrar um livro autonomamente, facilmente imaginamos também a insegurança e a frustação que sente em encontrar o mesmo pela cor. Uma barreira inglória quase inultrapassável sem a ajuda de alguém. Este ato, tão simples para uns, mas tão difícil para outros, tem agora solução: O Sistema ColorADD.

ColorADD, é um sistema desenvolvido para ajudar a minorar o problema de um universo significativo da população mundial numa área em que todas as sociedades são e estão cada vez mais envolvidas e preocupadas – A inclusão.

Este sistema permite aos daltônicos a identificação das cores que não conseguem distinguir a olho nu, através de um sistema de codificação de cores que utiliza símbolos gráficos fáceis de memorizar.

Na linha da originalidade e inovação que caracteriza a Terra do Faz-de-Conta da Piloto, foi aplicado este sistema de identificação de cores na classificação dos recursos que lá existem, tornando aquele espaço verdadeiramente inclusivo; uma biblioteca “de todos” e “para todos”.

A simples colocação dos símbolos gráficos que caracterizam este sistema, na lombada dos livros (por cima da cota), nos porta títulos frontais, nos porta títulos das prateleiras e na sinalização lateral, lado a lado com a respetiva cor do tema da tabela CDU, permitirá a possíveis alunos daltónicos, uma mais fácil integração social na biblioteca escolar, nomeadamente em situações que a opção e escolha da cor é relevante (identificação e seleção de recursos, por temas) e a minimização do sentimento de perda gerada pela deficiência, com o consequente aumento de bem-estar e autoconfiança.

O contato com estes símbolos a este nível de ensino, onde os primeiros sintomas de daltonismo são detetados, será também para alunos sem problemas de visão, um processo de educação visual e social: hoje ColorADD na biblioteca escolar; num futuro próximo ColorADD em todo o lado.

A Semiótica, a Comunicação, as Artes, o Design, a Saúde e a Responsabilidade Social, são áreas em que o projeto foi já reconhecido e acreditado. A Educação está a dar os primeiros passos e a Terra do Faz-de-Conta, contribuirá para que esta história de inclusão tenha um final feliz.

Este foi um marco histórico, na história da biblioteca escolar, por ser a primeira no mundo a implementar este código.

Miguel Neiva, o criador do código ColorADD escreveu estas encorajadoras palavras:

“ Hoje, o ColorADD inicia uma escalada global, apoiado por todos aqueles os que o rodeiam, nomeadamente pelos Parceiros que na sua atividade diária materializam o código e dão vida e brilho às cores que comunicam.

O Projeto da EB1 n.º2 de Mem Martins - Escola Piloto, através da sua Biblioteca “Terra do Faz-de-Conta”…é um exemplo desta enorme dedicação, competência e sensibilidade. Promove e facilita um espaço de aprendizagem, de informação total, para todos os seus utentes e que desde tão tenra idade, não se sentem discriminados e diminuídos. A apropriação desta ferramenta simples e eficaz neste contexto escolar é um projeto pioneiro! Quem sabe um dia esta será uma outra história, que recordaremos como um legado que Portugal deixa à Humanidade.”

O dia 25 de maio de 2012 foi a data escolhida para oficializar a adoção do código ColorADD na Piloto: O dia dedicado às “Leituras Inclusivas”.

Entre as 10h00 e as 11h00 da manhã, os alunos da Educação Especial foram surpreendidos pela presença de contadores de histórias também especiais: Invisuais.

Dois alunos invisuais, do Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro – Padre Alberto Neto, aceitaram o desafio da Terra do Faz-de-Conta e, acompanhados de livros escritos em Braille, presentearam os anfitriões da Piloto com a magia das suas histórias.

A Diretora do Agrupamento, uma das convidadas, aceitou o desafio do professor bibliotecário e, num conjunto de pequenas brincadeiras com os alunos invisuais, mostraram e comprovaram que todos, mesmo todos, apesar de diferentes, têm super poderes especiais. Os alunos da Piloto ficaram surpreendidos com estes super heróis com capacidade de ler no escuro e com a ponta dos dedos.

No final da sessão de contos, todos os alunos, inclusive os prestigiados contadores de histórias, foram presenteados com livros.

Para os restantes alunos, em sala de aula, foi divulgada, em primeira mão, o livro “A BIBLIOTECA ColorADD – UMA HISTÓRIA INCLUSIVA ”. Um conto original de autoria do professor bibliotecário Sílvio Maltez, com prefácio de Miguel Neiva, o criador do código de identificação de cores ColorADD.

Foi um especial e enriquecedor convívio que certamente voltará a ser repetido.

Aqui vos deixamos um endereço eletrónico onde poderá ver todo o processo: da transformação até à Inclusão.

http://www.youtube.com/watch?v=x1dCWNqSZwU

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

O Sorriso de Orelha a Orelha do Planeta Terra


Também no dia 24 de abril, os docentes responsáveis pelo projeto biblioteca verde (Sílvio Maltez) e projeto eco escolas (Sandra Belete), desenvolveram uma ação conjunta denominada “Vamos dar um Sorriso de Orelha a Orelha ao Planeta Terra”. Um gesto simbólico de troca de resíduos por ecopresentes (livros, marcadores de porta e porquinhos mealheiros), oferecidos por entidades ligadas ao ambiente. Depois das trocas, alunos e respetivos docentes presenciaram ao hastear oficial da Bandeira Eco-Escolas 2010-2011, galardão conquistado no ano letivo transato. Foi também apresentado o poster “Os 10 Mandamentos do Eco-Aluno” da escola.

Esta foi uma ação que pretendeu comemorar o Dia Mundial do Planeta Terra (22 de abril), uma efeméride habitualmente comemorada na escola mas que este ano coincidiu com o fim de semana.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Uma Madrinha da Leitura de miúdos e graúdos



Ainda no rescaldo da celebração do “Dia Mundial do Livro e dos Direitos de autor, no dia 24 de abril, deslocou-se à escola a atriz Irene Cruz, que aceitou o repto de ser um dos Padrinhos da Leitura da Terra do Faz-de-Conta.

A ilustre madrinha da leitura contou como só ela sabe o conto “ A princesa baixinha” e partilhou, junto dos jovens alunos, algumas curiosidades e segredos do seu percurso como leitora.

Irene Cruz confidenciou que, em pequena, nunca teve muito acesso a livros, apesar de seu pai ter alguns, não adequados à sua idade. “- quando tinha a vossa idade, não existiam bibliotecas como hoje existem, e também não haviam assim tantos livros!”

Ficámos também a saber que se fosse um personagem das histórias de livros infantis, seria Mandrake o mágico, pelo misticismo que carrega e pela afinidade que tem por esta arte, um hobby que seu pai também tinha.

Estas e muitas outras histórias foram desvendadas numa divertida e informal conversa que miúdos e graúdos adoraram.

No final da visita, A Madrinha da Leitura foi presenteada com algumas ofertas da biblioteca escolar e das turmas que assistiram ao seu conto.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor




A 23 de abril celebrou-se, um pouco por todo o Mundo, o “Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor”.

Esta data serve para chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e desenvolvimento económico.

Este ano, no concelho de Sintra, por incentivo da Rede Concelhia de Bibliotecas Escolares (RBE), foi proposto às escolas a comemoração desta efeméride, pela sua importância, para que tenha um impacto junto da comunidade local, regional e até mesmo nacional, de modo a valorizar, cada vez mais, o ato de ler, os livros e os seus autores (SINTRA PARA para LER).

Na Piloto, o carinho e a valorização pelo livro e pela Terra do Faz-de-Conta (biblioteca escolar) foi, é e continuará a ser uma aposta primordial.

O desafio foi aceite e, no dia 23, alunos, professores e assistentes operacionais foram presenteados com sessões de contos, visionaram curtas metragens e, com a ajuda de prendados encarregados de educação, prepararam um saudável e saboroso “Mega Pic Nic Literário”, realizado nos espaços cobertos da escola, porque neste dia, o traquinas do São Pedro enviou um ligeiro, mas molhado aguaceiro: nada impeditivo de se celebrar este dia dedicado ao Livro e aos seus autores.

O ambiente festivo e de convívio em torno do livro foi muito saudável e certamente voltará a repetir-se no futuro!

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Em abril…Histórias Mil



“Em abril… Histórias Mil” voltou a ser o mote da Terra do Faz-de-Conta, biblioteca escolar da EB1 n.º2 de Mem Martins, para as celebrações de mais um aniversário do 25 de abril.

Um pouco por todo o país, celebrou-se o 38º aniversário desta efeméride nacional que corresponde a um período da história de Portugal, resultante de um golpe de estado militar, ocorrido a 25 de abril de 1974 e que depôs o regime ditatorial do Estado Novo, iniciando um processo que viria a terminar com a implantação de um regime democrático.

Na Piloto (EB1 n.º2 de Mem Martins) as crianças têm sido, ao longo dos últimos anos, presenteadas por um vasto leque de iniciativas desenvolvidas pela Biblioteca Escolar, na área da História de Portugal, nomeadamente da Revolução de abril.

Este ano, a tradição manteve-se. Entre 23 e 27 de abril, os alunos da escola puderam assistir ao visionamento de filmes, jogar jogos, assistir a animações, consultar livros, participar na segunda edição do concurso intergeracional “Os Segredos do Lápis Azul” e exposições virtuais, entre outros, sempre em redor da temática da revolução dos cravos.

As atividades realizadas foram ao encontro dos objetivos da Biblioteca Escolar, bem como das expectativas dos seus utilizadores e constitui um recurso pedagógico afeto à promoção, apoio e incentivo pela investigação/pesquisa do conhecimento na área da História de Portugal.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Eco-Terra do Faz de Conta



Em março chega a primavera e chegam também as atividades mais ecológicas da Terra do Faz-de-Conta.

Aproveitando a coincidência das datas de comemoração do Dia Mundial da Árvore e do Dia Mundial da Poesia (21 de Março), e depois do sucesso das duas anteriores edições, a biblioteca escolar promoveu, pela terceira vez consecutiva, o concurso de poesia “Verdes Poemas”. Esta iniciativa pretende fundir as duas efemérides.

Os principais objetivos desta ação, são a sensibilização ambiental e o estímulo à escrita criativa nos alunos. Pretende-se que as crianças escrevam eco-poemas com o maior número de vocábulos ecológicos. O resultado do concurso, até à hora do fecho desta edição do jornal ainda não era conhecido, mas a repetir-se o sucesso de anteriores edições revelar-se-ão verdadeiros eco-poetas entre os alunos da Piloto, quem sabe futuros Camões, Pessoa, Florbela Espanca…

Os alunos da Piloto puderam também, entre 19 e 23 de março, efetuar o já tradicional gesto que visa a compensação de emissões de gases com efeito de estufa associados à produção do papel que compõe os livros existentes na biblioteca escolar: adoção de um livro (campanha “Uma árvore por cada livro - Floresta Biblioteca Verde”). Os alunos que adotaram um dos títulos existentes na Terra do Faz-de-Conta, levaram em troca do seu acto, uma árvore bebé ou um pequeno saco com sementes de árvores e um certificado de baptismo do livro adotado.

As crianças transformaram os livros que outrora foram árvores em árvores que um dia lhes darão sombra para uma agradável leitura. Esta é uma iniciativa realizada à já quatro anos.

Ao longo desta semana, o professor bibliotecário encarnou mais um dos divertidos personagens que tira da cartola: Verdocas - o super-herói da ecologia.

O Verdocas é um menino preocupado com o futuro do Planeta Terra e defende-o com unhas e dentes. Esta personagem deslocou-se diariamente, no seu mini veículo ecológico (mini-bicicleta), às salas de aula do primeiro ano de escolaridade e espalhou a magia das histórias de encantar… e aprender a reciclar; um conjunto de eco-contos tradicionais, produzidas pela Tetra Pak e já exploradas no ano letivo anterior.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Semana da Leitura – Cooperação/Solidariedade



Entre 5 e 9 de março celebrou-se em Portugal, a 6ª edição da Semana da Leitura.

Ao longo destes dias, as bibliotecas escolares de todo o país, organizaram um conjunto de iniciativas, envolvendo toda a escola e a comunidade em que estas se inserem, de modo a incentivar a utilização dos recursos existentes nas bibliotecas e motivar toda a comunidade escolar para a importância da leitura.

Pelo sexto ano consecutivo, os livros e a leitura estiveram em destaque na Piloto. Este ano, a Terra do Faz-de-Conta (Biblioteca Escolar), voltou a aceder ao desafio lançado pelo PNL (Plano Nacional de Leitura), desta feita sob o mote da Solidariedade e Cooperação.

Os já tradicionais pontos de leitura (locais estrategicamente colocados no recreio da escola para ouvir um conto) foram, uma vez mais, dinamizados pelos alunos voluntários do Clube de Amigos da Biblioteca Escolar.

A edição deste ano, marcou também a implementação de dois novos projetos da biblioteca escolar, nomeadamente: a “Cozinha de Contos” e “Padrinhos da Leitura”.

A Cozinha de Contos é um projeto de animação/ construção coletiva de histórias. O afamado chef de cozinha Pantagruel (personagem fictícia encarnada pelo professor bibliotecário Sílvio Maltez), mostrou um pouco da sua arte de confeção divertidíssima de histórias fantásticas no seu panelão.

O projeto Padrinhos da Leitura, consiste apenas e só, em efetuar o convite a pessoas ou personagens com projeção na sociedade portuguesa, na área da Política, Televisão, Artes, Teatro, Desporto, entre outros, para dispensarem algum do seu tempo, para conversar, sensibilizar e/ou contar histórias, aos alunos, sobre os seus livros ou temas em particular preferidos.

A associação do nome e imagem de figuras ilustres a este projeto, potenciará a realização da missão e o cumprimento dos objetivos da biblioteca escolar.

A primeira figura pública que apadrinhou este projeto foi o Professor Dr. Fernando Roboredo Seara, atual presidente da Câmara de Sintra.

No dia 5 de março, pelas 10h30m, o ilustre padrinho deslocou-se à Terra do Faz-de-Conta partilhando, junto dos jovens alunos do 4º ano de escolaridade, alguns dos segredos do seu percurso como leitor.

Fernando Seara confidenciou que, em pequeno, nunca teve necessidade de requisitar livros de uma biblioteca, por culpa dos seus familiares e antepassados, que por gostarem tanto de livros, possuíam mais de 25000 títulos na biblioteca pessoal da família.

Ficámos também a saber que já escreveu alguns livros, que o seu título preferido é “A Cidade e as serras” de Eça de Queirós e que se fosse um personagem das histórias de livros infantis, seria uma que pudesse viver aventuras pelo mundo inteiro. Nós achamos que o Willy Fog lhe assenta que nem uma luva. Estas e muitas outras histórias foram desvendadas numa divertida e informal conversa que miúdos e graúdos adoraram.

No final da visita, o Padrinho da Leitura foi presenteado com algumas ofertas da biblioteca escolar e com uma afinada sessão musical preparada pela turma do 4ºA.

Estas actividades espelharam, uma vez mais, o empenho, a diversidade e a capacidade de inovação que tem caracterizado os docentes deste estabelecimento de ensino.

A televisão local marcou presença e produziu uma reportagem que pode ser visualizada na internet neste link:

http://www.sintracanal.tv/html/

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Dia da Internet Segura


No dia 7 de fevereiro, comemorou-se o dia da Internet Segura, este ano sob o lema “Aproximar Gerações”. A equipa da biblioteca escolar sabe que atualmente os alunos passam cada vez mais tempo em atividades que requerem a utilização de tecnologias

da informação e comunicação (TIC), quer como recurso para realizar tarefas escolares, quer como meio de ocupação dos tempos livres.

A importância destes meios e as suas potencialidades pedagógicas são hoje reconhecidas e aceites. No entanto, como em tantas outras situações, a sua utilização requer alguma preparação e cuidados para que não se corram riscos desnecessários. Assim, as crianças aprendem, desde muito cedo, a não atravessar a rua fora das passadeiras e a colocar o cinto de segurança quando andam de carro.

De igual forma, devem ter consciência de que nem tudo o que encontram na Internet tem a mesma importância e veracidade, de que nem

todos os conteúdos são adequados a todas as idades e de que nem todas as relações têm o mesmo grau de fiabilidade. Só assim poderão utilizar estas ferramentas de forma crítica e segura, decidindo a cada momento os seus caminhos, cientes dos riscos que correm.

O papel dos professores e encarregados de educação é fundamental nesta promoção e utilização esclarecida, crítica e segura da Internet.

Foi neste sentido que a biblioteca escolar enviou uma sugestão aos pais e encarregados de educação para disponibilizarem, com os seus educandos, alguns momentos para uma exploração atenta de dois recursos, de entre milhares disponíveis na Internet.

Na Terra do Faz-de-Conta acreditamos que a qualidade e pertinência das sugestões, são essenciais no percurso educativo dos alunos da Piloto.

Para aqueles que não tiveram oportunidade de os consultar, aqui ficam novamente os links:

Vídeo - http://www.youtube.com/watch?v=dhiVXO0ZtRQ
Nem todos os príncipes são como aqueles que aparecem nas estórias de encantar.

Veja, dialogue e confirme com o seu aducando.

Jogos e atividades - http://www.seguranet.pt/1_2ciclos/
Uma abordagem divertida, mas séria, a vários temas relacionados com o uso responsável e seguro da Internet.

Jogue, divirta-se e aprenda com o seu educando.

 
O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Eco-Parceria




É já reconhecida a parceria entre a Terra do Faz-de-Conta (biblioteca escolar) e o programa Eco-escolas da Piloto. Esta é aliás, uma amizade que se tem fortalecendo desde que a escola se candidatou pela primeira vez ao galardão de Eco-Escola.

Muitas foram, são e continuarão a ser as iniciativas conjuntas. Na semana que antecedeu a interrupção letiva de Carnaval, a equipa da biblioteca escolar e a equipa eco-escola da Piloto organizou um concurso de eco-máscaras com o tema “Animais em Vias de Extinção”. Os criativos alunos da Piloto aceitaram o desafio e responderam com dezenas de originais máscaras que enfeitaram a escola nesta época festiva.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

O Amor na Terra do Faz de Conta

Alicerçada numa Pedagogia de Afectos, a biblioteca escolar voltou a dinamizar entre 6 e 14 de fevereiro, um leque de iniciativas diversificadas que promoveram o reforço de laços de amizade e entreajuda entre crianças, professores, assistentes operacionais e encarregados de educação.

O anjinho Cupido (professor bibliotecário Sílvio Maltez), personagem da Terra do Faz-de-Conta, à semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, não quis faltar ao apelo do Amor e Amizade na Piloto. A presença do mais afamado dos anjinhos é sempre motivo de alegria e diversão entre os alunos. Este ano, o cupido chegou mesmo a dar um saltinho até à outra unidade de ensino do 1º Ciclo do agrupamento de escolas (EB1JI Serra das Minas n.º1) para presentear os serrinhas e as minas (alunos da escola) com as suas divertidas histórias e lendas de amor.

Estas ações têm sido consolidadas e instituídas na vida escolar, ao longo dos últimos anos e são, cada vez mais, um sucesso entre a comunidade escolar.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Uma Guerra pela Paz


No dia 30 de janeiro comemora-se o Dia Escolar da Paz e da Não Violência.

Na Piloto, esta efeméride, comemorada pelo quinto ano consecutivo, envolve um conjunto de iniciativas promovidas pela biblioteca escolar. O ponto alto deste dia foi, como já tem sido hábito, a tão desejada batalha de almofadas, uma ação que miúdos e graúdos tanto apreciam.

À hora marcada, o pelotão de soldados ( professores, pais, alunos, assistentes operacionais e ilustres convidados), munidos das suas fofas almofadas, concentraram-se no pátio da escola. Após um minuto de silêncio em homenagem à paz no mundo, seguiram-se 5 minutos de pacíficas almofadadas.

Este ano, o presidente da Junta de Freguesia de Mem Martins, Dr. Manuel do Cabo, a Drª Maria Antónia, em representação do Presidente da Câmara Municipal de Sintra e vários elementos da Direção do Agrupamento de Escolas Maria Alberta Menéres marcaram presença e envolveram-se nesta pacífica luta.

Esta é uma iniciativa que alia o lúdico ao pedagógico e visa o apelo, cada vez mais necessário, a questões que envolvem esta temática.

Neste dia, bulling, paz, fraternidade, respeito, amizade, direitos… foram dos vocábulos mais utilizados entre a comunidade escolar.

A comunicação social local e nacional marcaram também presença, noticiando a ação e divulgando-a pelos quatro cantos do Mundo.
Para aqueles que não tiveram oportunidade de ver, ou que tenham curiosidade em rever, aqui vos deixamos alguns dos links:

http://videos.sapo.%20flqruayc7ocyezz28csn%20pt/
http://www.sintracanal.tv/html/?v=ngDcN87LLk
http://www.saloia.tv/html/?v=N5znR8oxkY
http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=313189

O professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

As Serrinhas e os Minas visitam a Terra do Faz de Conta



No dia 9 de janeiro, quatro turmas da EB1/JI Serra das Minas n.º1 visitaram a biblioteca escolar da Piloto. Desta vez o São Pedro ajudou e impediu que a chuva adiasse, uma vez mais, este passeio até à Terra do Faz de Conta, previsto inicialmente para o dia 27 de dezembro.

O professor bibliotecário Sílvio Maltez, apoiado por dois alunos voluntários do Clube de Amigos da Biblioteca, foram os dedicados anfitriões da escola, promovendo duas sessões de formação de utilizadores através da apresentação e exploração de um power-point sobre atividades, serviços, regras e normas de utilização dos diferentes espaços que habitualmente são realizados e promovidos numa biblioteca escolar.

À semelhança do que é feito com todos os novos alunos que entram na Piloto, também os alunos da Serra das Minas visionaram um pequeno mas útil filme de animação utilizado no combate à iliteracia (Ruca – ler e reler). As crianças viram-se retratadas nas ações do personagem principal e, posteriormente, num frutífero diálogo entre todos, reforçaram a correta utilização das áreas funcionais e dos recursos existentes na biblioteca escolar.

As surpresas não ficaram por aqui, e numa divertida forma de motivar para a leitura, foi possível “cozinhar” uma história de aventuras vivida numa antiga biblioteca escolar: “Gui e a descoberta da magia do faz de conta”.

A visita terminou com a oferta de um exemplar da história a cada uma das turmas visitantes e um desenho e um marcador da biblioteca escolar, a cada aluno.

Foi um dia bem passado na companhia de entusiastas e famintos leitores de histórias.

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Natal na Terra do Faz-de-Conta



Os habitantes e visitantes da Terra do Faz de Conta (Biblioteca Escolar) estão já habituados ao corrupio que se vive nesta época festiva e, uma vez mais, o Mindinho, famoso “duende do Pai Natal” encarnado pelo professor bibliotecário Sílvio Maltez, compareceu para presentear e desafiar os alunos da Piloto, e pela primeira vez, os alunos da EB1JI Serra das Minas n.º1 a participarem nas iniciativas propostas pela biblioteca escolar, desta época festiva.

A carta ao Pai Natal, para todos os anos de escolaridade, e o concurso de e-histórias “Os Óculos do Pai Natal” para o 3º e 4º ano de escolaridade, que visa a utilização das novas tecnologias, foram as iniciativas propostas. Ao longo dos últimos anos o feedback destas propostas tem sido muito positivo, provavelmente pelo factor surpresa que ambas as iniciativas têm: Entrega de presentes enviados pelos CTT a todos os alunos que escreveram a carta ao velhinho de barbas brancas (Fevereiro), e resposta personalizada do Pai Natal por e-mail, a todos os concorrentes do concurso de e-histórias.

Nesta época Natalícia, a Terra do Faz de Conta fez também, uma vez mais, um reforço na educação e sensibilização ambiental das campanhas levadas pela escola nesta área.

Os feriados nacionais, a greve, o acompanhamento a visitas de estudo, o realização de atividades nas duas unidades educativas do 1º ciclo e a necessidade de garantir a substituição de docentes, impossibilitaram a construção da tradicional árvore de natal ecológica, face à redução significativa do tempo necessário e previsto para a sua edificação. Em alternativa, e porque pequenas atitudes no dia a dia para melhoria e ajuda do meio ambiente, se podem e devem estender às épocas festivas, como é o Natal, a Terra do Faz de Conta organizou uma brigada de proteção ao Planeta Azul: A Brigada Biblioteca Verde. Por ser uma iniciativa piloto, o professor bibliotecário convidou um grupo reduzido de crianças a participar (1ºB). O desafio proposto pela biblioteca escolar aos pequenos soldados ecológicos, foi a distribuição de um panfleto informativo, pelas habitações, estabelecimentos comerciais e peões na área circundante à escola, sobre os projetos ecológicos em que a escola está envolvida, a forma de apoio a esses projetos, bem como algumas dicas ecológicas para esta época festiva.

Vestidos a rigor e com a lição bem estudada, no dia 16 de Dezembro, os entusiastas petizes, comandados pelo professor bibliotecário e pela professora titular da turma, fizeram jus à credibilidade ecológica da escola e ao galardão conquistado ao longo dos últimos anos (Eco-Escola).

Os resultados alcançados superaram as expetativas de docentes e alunos. Durante o percurso realizado, muitos munícipes solicitaram a presença e esclarecimentos da Brigada Biblioteca Verde. O afeto demonstrado pelas crianças da Piloto foi também demonstrado pela oferta de bolos para o lanche de Natal bem como os muitos acenos das janelas e beijinhos de senhoras mais idosas. O regresso à escola com o sentimento de missão cumprida, ficou espelhado na alegria das crianças e na quantidade de material reciclável que os munícipes doaram à escola (rolhas de cortiça e tampas de plástico). A facilidade de organização, a simplicidade e os resultados obtidos nesta ação ecológica, justificam a sua repetição, bem como propagação entre outras turmas da escola e/ou unidades de ensino que constituem o Agrupamento de Escolas Maria Alberta Meneres

O Professor Bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Clube de Amigos da Biblioteca Escolar




5 de dezembro marcou o encerramento oficial do Ano Europeu do Voluntariado (2011). Nesta data, celebra-se também, anualmente, o “Dia Internacional dos Voluntários”, e a Terra do Faz de Conta, como tem sido hábito, aproveitou esta efeméride para abrir inscrições a novos colaboradores da biblioteca escolar. O Clube de Amigos da Biblioteca conta já com cinco anos de existência (Geração V) e é dirigido a alunos do 3º e 4º anos de escolaridade e/ou Encarregados de Educação que voluntariamente e após uma formação inicial, se disponibilizam para participar nos projectos desenvolvidos na biblioteca escolar da Piloto, e a partir deste ano, na biblioteca escolar da escola EB1JI Serra das Minas n.º1.

Os aspirantes voluntários começaram já a comparecer na biblioteca escolar, demonstrando uma saudável predisposição em colaborar gratuitamente com a equipa que gere este espaço.

Este ano, o professor bibliotecário contou com a preciosa ajuda de Tomé, um menino que «nasce» em pleno Ano Europeu do Voluntariado (personagem de um livro infantil) e que, através da sua inspiradora história de vida, serviu de exemplo e incentivo para os alunos das duas unidades educativas, tanto para os que já são voluntários na biblioteca escolar, como para aqueles que vão em breve exercer esta atividade de cidadania ativa na Terra do Faz de Conta.

O livro "Tomé, o Voluntário" conta as aventuras de um jovem que desde cedo começou a fazer voluntariado. É uma história onde as crianças podem conhecer um vasto leque de formas de ajudar.

"Tomé, o Voluntário" resulta de uma parceria entre a Leya (edição), a Auchan/Rik&Rok (distribuição), a DEI (impressão) e a Delta (impressão).

Este é um recurso recomendado pela biblioteca escolar e que será certamente utilizado mais vezes.

Versão gratuita do livro em suporte digital:


Read more...

A ilustradora das cores alegres na Terra do Faz de Conta




No dia 29 de novembro de 2011, a ilustradora e escritora de livros infantis Carla Antunes, conhecida pela inocência e ternura das suas ilustrações, de cores alegres e contornos redondos, visitou a Terra do Faz de Conta. A simpática ilustradora presenteou os alunos do 1º ano de escolaridade com duas sessões de desenho e espalhou pelos petizes os “pozinhos de perlim pim pim” que habitualmente usa, para encantar e tornar os seus livros irresistíveis e até mesmo apetitosos. Numa espécie de aula mágica, Carla Antunes ensinou as técnicas e truques que utiliza nas suas ilustrações. Passo a passo, os pequenos alunos, autonomamente, efetuaram o seu desenho com as indicações desta ilustre e mágica ilustradora.

A visita terminou com uma sessão de autógrafos personalizados aos alunos que adquiriram os seus livros.

Em troca da apetitosa aula de desenho, os alunos retribuíram com deliciosos doces confecionados pelas prendadas avós e encarregados de educação. Da irresistível merenda constou até um bolo em forma do “Monstro das Festinhas”, um fofinho personagem de um dos livros da ilustradora/escritora.

A biblioteca escolar, através de um concurso de criatividade, desafiou os alunos a realizarem trabalhos inspirados na obra de Carla Antunes. O desafio foi aceite, e vários foram os trabalhos entregues que foram expostos numa exposição denominada “Ilustradora das cores alegres” cujo principal objetivo foi dar a conhecer a obra desta escritora e ilustradora. Os sonhos; A obra; O processo de trabalho; As fontes de inspiração; Influências do Mundo das Artes Visuais, entre outras curiosidades foram alguns dos temas tratados. Como suporte à exposição foi ainda criado um guião de exploração da mesma, para que docentes e alunos a pudessem explorar de uma forma mais lúdica e divertida.

O professor bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

As tradições na Terra do Faz de Conta



O Dia de Todos os Santos e o Halloween comemora-se a 1 de novembro.

A Terra do faz de Conta, uma vez mais, promoveu a saudável convivência destas tradições tão apreciadas entre a pequenada.

Ao longo de duas semanas os alunos foram presenteados com algumas atividades que abordaram, estas temáticas. A quinta edição do já famoso concurso denominado “A Carantonha mais Medonha” voltou a ser um dos concursos mais concorrido. O esforço dos mais audazes recompensou os alunos capazes de realizar as mais medonhas caretas alguma vez vistas. Aqui vos deixamos os temerosos vencedores.

Se tem medo de monstros e criaturas horrendas feche os olhos e salte esta notícia. Nós avisámos.

No ano letivo 2009-2010 a biblioteca escolar iniciou um projeto que tem por objetivo a criação de uma coleção de “Histórias Arrepiantes” que envolvem um fantasma que habita na escola desde a sua origem. Anualmente os alunos são confrontados com uma nova aventura do Fantasma da Piloto. A criatividade dos jovens escritores, com ou sem ajuda dos respetivos encarregados de educação, tem superado as espetativas e é um incentivo para que a equipa da biblioteca escolar proponha todos os anos uma nova aventura. Este ano não foi exceção e o tema escolhido foi: “O Fantasma da Piloto e a Máquina Fotográfica”. Apesar de não ter havido um número tão significativo de histórias como nas edições anteriores, a qualidade manteve-se e a criatividade também.

Este projeto é baseado em fatos paranormais verídicos que ocorrem na escola: o desaparecimento temporário de alguns recursos existentes na biblioteca escolar, e a didiculdade em identificar o(s) marotos que não efetuaram a requisição do material.

O professor bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

A Visita do São Martinho




Entre muitas personagens que habitam na Terra do Faz de Conta (biblioteca escolar da Piloto), o São Martinho é figura já assídua ao longo dos últimos anos na Piloto.

No dia 11 de Novembro celebrou-se, uma vez mais, na Piloto (EB1 nº2 de Mem Martins) e na EB1JI Serra das Minas n.º1 o Magusto, festa em honra de São Martinho.

Para comemorar esta data, o professor bibliotecário Sílvio Maltez endereçou, uma vez mais, um convite a este famoso “Santo” saído das lendas trabalhadas nesta época do ano. Sua santidade prontamente acedeu ao convite, comparecendo nos dois estabelecimentos de ensino para presentear os petizes destas duas unidades de ensino do Agrupamento de Escolas Maria Alberta Meneres, com alguns segredos, nunca antes revelados, da sua lenda.

De uma forma divertida, lúdica e educativa, o São Martinho desvendou o nome da sua engraçada égua adotada: Zundap, que ficou com este nome porque o galopar característico desta se parecer com uma mota. A tia Zara, uma famosa costureira romana que fez a fatiota do Martinho quando este ingressou o exército do imperador romano. Mãe que é mãe não faz por menos e a de Martinho já o fazia na altura. “Os filhos têm de estar sempre bem limpinhos e aprumadinhos para honrar o bom nome do imperador. Estes e outros segredos suscitaram risadas entre os alunos que se divertiram com a nova Lenda do São Martinho.

As crianças viram-se retratadas em algumas das acções do São Martinho e, num frutífero diálogo entre todos, abordaram de uma forma lúdica, temas como a Imigração, Emigração, Adoção, Educação, Segurança, Higiene, Solidariedade, Respeito…

O professor bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Eleições na Terra do Faz de Conta




No dia 28 de Outubro, os pequenos leitores da Piloto aderiram, em massa, ao apelo feito pelo professor bibliotecário (processo eleitoral da escolha do nome da mascote da Terra do Faz de Conta – biblioteca escolar).

À semelhança dos tradicionais atos de eleição, os alunos apenas poderam exercer o seu voto com a apresentação do respetivo cartão de leitor. Foi distribuído um pequeno boletim de voto, onde os jovens eleitores colocaram a sua escolha pessoal, sem influência da opinião de colegas.

A mesa de voto não podia faltar claro; Foi colocada na sala de exposições da escola, e os alunos, turma a turma, deslocaram-se com os seus boletins para colocarem o seu (secreto) voto na urna do Faz de Conta.

Entre 9 possíveis nomes, o Letrinhas foi quem mais adeptos conquistou (67). Um fofinho nome que a nossa mascote adorou.

Obrigado a todos os eleitores que tornaram esta ação um sucesso.

O professor bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Caderneta de Leitura - Uma viagem maravilhosa pelo mundo dos livros




Existem muitos meninos que acham que ler um livro é apenas uma tarefa da escola e chata, ainda por cima! É o mesmo que tomar um remédio amargo para curar uma doença. Ou, pior ainda, acham que ler é um castigo.

Para combater este pensamento e incentivar a imaginação, fomentar o gosto pela leitura e a participação nas actividades de promoção do livro nos alunos da Piloto (EB 1 n.º2 de Mem Martins) e da EB1/JI Serra das Minas n.º1, o professor bibliotecário Sílvio Maltez, tirou da cartola, o projeto denominado “Caderneta de Leitura”.

Cada livro que se lê é o ponto de partida para uma divertida viagem pelo mundo da imaginação. Tudo começa no momento da escolha de um livro na biblioteca escolar. Os pequenos leitores passam a viver milhares de vidas diferentes, conhecem pessoas incríveis, “sentem” aromas e gostos que nunca experimentaram antes. Descobrem grandes enigmas, visitam lugares fabulosos e dão risadas ou choram de emoção.

Na Caderneta de Leitura, os alunos poderão registar todas as viagens que vivem nos livros que lêem em casa, nos livros que requisitam na biblioteca escolar e até naqueles que exploram na sala de aula com os seus professores.

O registo do título do livro/ história lida ou escutada, do seu autor, a ilustração da história, a descrição da personagem favorita, a opinião pessoal sobre o livro, a transcrição de partes da história que mais gostaram, a pesquisa da vida e obra dos autores/ ilustradores, entre outras... são alguns dos desafios propostos e que os jovens leitores podem colocar na sua caderneta pessoal.

Por cada atividade que os alunos realizem, ganham o direito a um “carimbo” em troca, que comprova a sua viagem ao mundo da leitura.

Uma vez por período, em cada uma das turmas, o professor titular fará a eleição da caderneta exemplar. O aluno titular da caderneta eleita, receberá um prémio de distinção pela dedicação demonstrada à sua caderneta.

O entrega oficial das cadernetas realizou-se nos dias 3 de Novembro, na Piloto, e 10 de Novembro na Serra das Minas. A diretora do agrupamento deslocou-se às duas escolas e, num discurso simples, incentivou alunos e professores a utilizarem este recurso de incentivo à criatividade, à escrita e à leitura. As expetativas foram superadas e o elevado número de alunos que comparecem diariamente na biblioteca escolar a solicitar o carimbo, comprovam que este foi, é e será um projeto a continuar.

No futuro, os pequenos leitores poderão recordar o seu percurso na leitura ao longo do Jardim de Infância e do 1º ciclo.

O professor bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

Ação de Marketing na Piloto e na EB1/JI Serra das Minas nº1




Durante o mês das bibliotecas escolares (outubro) várias foram as ações realizadas pela Terra do Faz de Conta. Este ano letivo, o Reino do Faz de Conta cresceu e os Serrinhas e Minas, alunos da EB1/JI Serra das Minas nº1 (unidade educativa que integrou o Agrupamento de Escolas Maria Alberta Meneres), passaram também a poder contar com a magia que a biblioteca escolar da Piloto tem espalhado.

Várias iniciativas e animações foram já partilhadas com os petizes da Serra das Minas. Entre outras, foi levado a cabo, à semelhança da Piloto, uma campanha de marketing da biblioteca escolar. Pretende-se com esta ação incentivar s leitura nas crianças das duas unidades de ensino. Os recursos utilizados nesta campanha foram, um conjunto de cartazes produzidos pela biblioteca escolar que, atenta aos interesses dos alunos, procura aproximar os seus ídolos à leitura, numa tentativa de reforço do ato de ler. Os alunos puderam ver imagens dos seus ídolos, da música, do futebol, da televisão e até mesmo das histórias encantadas, na temática da leitura.

O professor bibliotecário
Sílvio Maltez

Read more...

  © Blogger template Shush by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP